Merchandising Aulas & Workshops Contatos Videos Fotos Discografia Biografia Agenda Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: debut álbum do Mindcrafter continua ganhando espaço na mídia nacional


Resenha de CD originalmente publicada pelo blog Road to Metal

Por Gabriel Arruda

O Prog Metal não é um afazer dos mais fáceis pra quem quer mergulhar no estilo, que além de exigir competência e técnica musical, a inventividade e o intelecto são alguns desses princípios para que uma música do gênero soe excelente, apesar de haver certas ideologias e fastíssimos, considerando estorvos para os ouvidos dos mais bruscos.  Vindo como uma grata revelação, o MINDCRAFTER aposta na sortida variedade sonora no seu ‘debut’ álbum , “Singns Revealed” (2015).

Cercado de experimentação e tipicidade, o disco gira em torno de performances hábeis, perscrutando melodias bem feitas e pontos de pura viagem, mapeado pelo peso e do expor de músicas brasileiras, sobrepondo mais soberania e essencialidade ao trabalho, deixando bem clara às influencias de principais nomes da tribo Progressiva em evidencia, tendo o guitarrista e vocalista Phelipe Henriques a frente das ideias, mas que não esteve sozinho, completando o time com Kim Karvalho (guitarra), Lucas Amaya (baixo) e Felipe Bonomo (bateria).

A produção tange tempos mais cheios e orgânico, assinado pelo próprio Phelipe Henriques, com a masterização e mixagem feita por Daniel Escobar, gravado no HR Estudio (RJ), não deixando apetecer a qualidade sonora, que ficou boníssima e clara. A arte gráfica foi distinguida pelo Rodolfo Ferreira, da Obsidian Design, que arreganha a moção sonora do disco nos mínimos detalhes.

“Singns Revealed” mantém o âmago do Prog Metal no seu devido recinto, não deixando prevalecer nuances que não são tão correntes, ressarcido por um trabalho natural e aberto, com cada faixa sendo diferente uma da outra, retratando-se sobre variados conceitos, sendo um álbum distinto dos outros que estamos acostumados a ouvir do gênero.

De prima, “The Night Wizard” é vestida de boa técnica, moldada por feeling e melodias requintadas, transcorrendo mudanças de ritmos, detidos pelos ótimos arranjos de guitarra; a longa “A Warrior’s Blaze” transpõem linhas mais limpas e morosas, não deixando prevalecer a carga vindo das guitarras, ficando óbvio, de inicio, as influências de ritmos brasileiros. A instrumental “Against The Ravens In The Sky” viga aspectos de cristalino, que ora há mais momentos mais cheios e não tão denso, destacando o labor rítmico do baixo e da bateria;

“The Grasping Hand” intervê a união do Heavy Metal tradicional com o Rock Progressivo, que fica perceptível nos vocais do Phelipe, lembrando o Ian Anderson, do Jethro Tull, além do peso exalar vindo das guitarras; “Challenge Of The Gods” é coagida de agressividade, guiada por riffs abrasivos e de momentos mais intrincados; “Endless Hope” é escorada pelo peso, caracterizado por melodias limpas e traços de música latina.

Aos afeiçoados por Prog Metal, “Singns Revealed” é uma ótima recomendação.

Notícias

Postado em/Posted on abril 21st, 2017 @ 2:49 pm | 52 views



Deixe seu comentário / Leave your comment




Notícas mais lidas/Most viewed news



1 User Online